O papel dos manuais escolares de Ciências Naturais do 8º ano na aprendizagem de processos científicos

José Luís Coelho da Silva

Resumo


A maioria dos manuais escolares portugueses de Ciências Naturais do 8.º ano privilegia atividades laboratoriais assentes em protocolos muito estruturados, determinando o modo de operacionalização de todas ou da maioria das fases a executar. Sabendo-se que estas atividades enfatizam a promoção da aprendizagem do conhecimento substantivo mas, também, contribuem, explícita e/ou implicitamente, para a aprendizagem do conhecimento procedimental, importa compreender o seu contributo no desenvolvimento da capacidade de operacionalização dos processos científicos. O estudo envolveu um corpus de 56 atividades laboratoriais, distribuídas por sete manuais escolares. A recolha de dados processou-se através da aplicação de uma grelha, com enfoque na operacionalização dos processos científicos em articulação com estratégias metacognitivas. Os resultados mostram a necessidade de repensar o tipo de atividades laboratoriais incluídas nos manuais escolares, incrementando situações de aprendizagem potenciadoras do envolvimento dos alunos na tomada de decisões acerca do modo de operacionalização dos processos científicos e na reflexão metacognitiva sobre o desempenho na sua execução.

Palavras-chave


Educação em Ciências; Atividades Laboratoriais; Processos Científicos; Metacognição

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15536/thema.15.2018.1045-1063.1010

Revista Thema

__________________________

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense (IFSul).
Pelotas/RS - Brasil. 


Indexadores / Indexing

Logotipo do Crossref          

  Logotipo do Latindex