Curso Técnico em Multimeios Didáticos na modalidade EaD: o que dizem egressas

Michele Roos Marchesan, Silvana Neumann Martins

Resumo


O artigo discute as trajetórias formativas de funcionárias de escola, egressas do curso Técnico em Multimeios Didáticos do IFSul. Para tanto, objetivou-se: a) Conhecer as facilidades e dificuldades experienciadas pelas egressas ao longo do curso; b) Buscar, entre as egressas, sugestões acerca da organização e proposta pedagógica do curso. Para fins metodológicos, assumiu-se uma abordagem qualitativa. Foram envolvidas oito egressas. Para produção dos dados foram utilizados os instrumentos análise documental e entrevista semiestruturada. Os dados foram analisados a partir da abordagem de Análise Textual Discursiva. Como referenciais foram utilizados documentos orientadores do curso e autores que tratam sobre o tema. Como dificuldades enfrentadas, emergiu o desafio em conciliar a vida familiar, profissional e de estudante, sobretudo, para as estudantes mães. A interação entre as estudantes, os tutores e os professores auxiliou no enfrentamento das dificuldades. Como sugestões em relação à organização e proposta pedagógica, indicou-se considerar as especificidades da modalidade EaD e buscar por um ponto de equilíbrio entre o caráter técnico e o caráter pedagógico do curso em questão.


Palavras-chave


Profuncionário; técnico em Multimeios Didáticos; Ensino a Distância.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15536/thema.V16.2019.929-947.1181

Revista Thema

__________________________

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense (IFSul).
Pelotas/RS - Brasil. 


Indexadores / Indexing

Logotipo do Crossref          

  Logotipo do Latindex