Avaliação da qualidade da água subterrânea na zona rural do município de Pelotas, RS

Samanta Tolentino Cecconello, Luana Nunes Centeno, Diuliana Leandro

Resumo


Na zona rural as águas subterrâneas ainda são as fontes mais utilizadas para abastecimento humano. Sendo que a qualidade destas águas está relacionada com as diversas atividades existentes no entorno das fontes de captação de água. Este estudo teve como objetivo mapear a vulnerabilidade natural à contaminação das águas subterrâneas pelo método GOD, caracterizar a qualidade da água oriunda de fontes individuais de água para consumo humano na zona rural do município de Pelotas/RS, identificando as possíveis fontes de poluição. Foram analisados cinco poços rasos durante os meses de fevereiro a junho de 2018. As variáveis de qualidade da água analisadas foram turbidez, nitrogênio amoniacal, cloretos, potencial hidrogeniônico, coliformes totais, coliformes fecais, temperatura da água, sólidos dissolvidos totais e condutividade elétrica. Os resultados foram comparados com os padrões de potabilidade estabelecidos pela Portaria do Ministério da Saúde nº 05/2017. Concluiu-se que os pontos analisados se encontram em áreas de média vulnerabilidade natural e que nos cinco pontos, houve variação ao longo do tempo na qualidade da água subterrânea, sendo consideradas impróprias para consumo humano.


Palavras-chave


Vulnerabilidade; GOD; poços rasos; análise de agrupamentos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15536/thema.V17.2020.57-73.1558

Revista Thema

__________________________

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense (IFSul).
Pelotas/RS - Brasil. 


Indexadores / Indexing

Logotipo do Crossref          

  Logotipo do Latindex