Teste de envelhecimento acelerado para analisar o vigor de sementes de orelhinha de macaco (Enterolobium schomburgkii Benth)

Cleverson Agueiro Carvalho, Elias Antunes Aguiar, Davair Lopes Teixeira, Juscinéia Santos Delfino, Matheus Matos Nascimento, Regina Félix Ferreira, Reginaldo Almeida Andrade, Rychaellen Silva Brito

Resumo


O uso de sementes de alto vigor pode ser uma estratégia para reduzir problemas no desenvolvimento de plântulas. Um método eficiente para avaliar a qualidade fisiológica das sementes é o teste de envelhecimento acelerado. O objetivo deste trabalho foi verificar o comportamento fisiológico de sementes de Enterolobium schomburgkii submetidas ao envelhecimento acelerado. No teste, 120 sementes foram divididas em quatro subamostras e colocadas em câmara tipo B.O.D., regulada para manter as temperaturas constantes de 41 ºC e umidade relativa do ar a 100%, nos períodos de 0 (testemunha), 24, 48, 72 e 96 horas. As variáveis analisadas foram: emergência, índice de velocidade de emergência (IVE) e tempo médio de emergência (TME). Ao final da emergência de plântulas, realizou a biometria de plântulas: diâmetro do coleto, comprimento da parte aérea e de raiz. O vigor de sementes de orelhinha-de-macaco pode ser avaliado pelo teste de envelhecimento acelerado, devendo ser conduzido na temperatura de 41 graus pelo período de 72 horas.


Palavras-chave


Emergência; qualidade fisiológica; semente florestal.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15536/thema.V17.2020.346-353.1670

Revista Thema

__________________________

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense (IFSul).
Pelotas/RS - Brasil. 


Indexadores / Indexing

Logotipo do Crossref          

  Logotipo do Latindex