Educação técnica binacional na fronteira: inovação, conquistas e dificuldades

Alcione Jacques Maschio

Resumo


Este ensaio apresenta um ponto de vista da história, das dificuldades e das realizações dos primeiros cursos técnicos binacionais do país. Pensados e realizados na fronteira entre Sant’Ana do Livramento (RS) e Rivera (UY), pelo IFSul,  e pela Universidad del Trabajo del Uruguay, significam a concretização oficial de toda a integração de brasileiros e uruguaios dessa região. Se por um lado, no âmbito das relações interpessoais e do cotidiano, as populações locais encontram-se absolutamente integradas, por outro, diversos segmentos públicos dos dois países não acompanham essa lógica e permanecem segregados, dificultando o avanço de significativos processos administrativos que beneficiariam ainda mais a educação e a integração.


Palavras-chave


cursos binacionais, educação técnica na fronteira.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15536/thema.11.2014.60-73.207

Revista Thema.

Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia Sul-rio-grandense. Pelotas, RS, Brasil. 


Indexadores / Indexing

Logotipo do Crossref        

Logotipo do Latindex