Comunidades em processos formativos de professores de ciências

Willian Rubira da Silva, Valmir Heckler

Resumo


Apresentamos compreensões sobre as diferentes concepções de comunidade dentro do contexto da formação de professores de Ciências. Termos relacionados a comunidades no contexto de ensino e aprendizagem vem se tornando genéricos, dificultando compreensões de trabalhos da área no Brasil. Visualizamos a necessidade de significar concepções do termo em questão no contexto da sociologia e psicologia para então avançar nas compreensões mais abrangentes dentro da educação. Ampliamos o estudo com uma revisão dos trabalhos publicados nos anais do Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências correlacionando a formação de professores com as perspectivas teórico-práticas de comunidades em contexto educacional. Escolhemos os anais deste evento por ser um ponto de debate entre os pesquisadores na área de Educação em Ciências e que, desta maneira, nos possibilitou sistematizar diferentes concepções de comunidades. Essas foram agrupadas em 7 categorias emergentes distintas por aspectos teórico-práticos utilizados nos processos formativos de professores de Ciências.


Palavras-chave


Formação de Professores, Comunidades, ENPEC.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15536/thema.14.2017.199-218.731

Revista Thema.

Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia Sul-rio-grandense. Pelotas, RS, Brasil. 


Indexadores / Indexing

Logotipo do Crossref        

Logotipo do Latindex