Redes ociosas: um estudo de caso sobre a percepção da população do bairro Laranjal quanto à obrigatoriedade da ligação dos ramais prediais à rede pública coletora de esgotos

Gisele Silva de Souza, Samanta Tolentino Cecconello, Luana Nunes Centeno

Resumo


O esgoto sanitário quando lançado sem o tratamento adequado nos corpos hídricos causa diversos impactos ambientais e afeta diretamente a saúde da população. Diante disso o presente trabalho procurou analisar a percepção dos moradores do bairro Laranjal que são contemplados com a rede de coleta de esgotos, sobre a obrigatoriedade da ligação dos ramais prediais à rede pública coletora de esgotos, bem como identificar os aspectos que impedem a população em estudo, beneficiada pela rede coletora de esgotos, de realizar a ligação de seus ramais à rede pública. A pesquisa foi desenvolvida por meio de consulta bibliográfica, análise documental da área de estudo e trabalho de campo com aplicação de questionários. Deste modo, neste estudo concluiu-se que os moradores percebem a importância de realizarem a ligação das suas residências à rede coletora de esgotos, porém, muitos deles apresentam como limitante o fator econômico. Percebeu-se que a rede coletora de esgotos no bairro Laranjal apresenta 81,6% de ociosidade.


Palavras-chave


Esgotos Sanitários; Coletor Público; Pelotas

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15536/thema.15.2018.1499-1510.882

Revista Thema.

Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia Sul-rio-grandense. Pelotas, RS, Brasil. 


Indexadores / Indexing

Logotipo do Crossref        

Logotipo do Latindex